O futebol e a religiosidade em tempos de Copa do Mundo

Biblioteca

Seja um dos 13 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA
Dissertação

Publicidade, imaginário e identidades nacionais

O futebol e a religiosidade em tempos de Copa do Mundo
Faculdade/Universidade

Faculdade de Comunicação, Universidade de Metodista de São Paulo

Banca

José Salvador Faro, Tânia Hoff

Tema

Dissertação

Área de concentração

Mestrado em Comunicação Social

Cidade

São Bernardo do Campo

Arquivos

Resumo

Este trabalho se propõe a analisar as interações entre a Publicidade, as Identidades Nacionais e o Imaginário. Para isto, foi estabelecido o objetivo de verificar a atuação da publicidade, enquanto processo comunicacional, como mediadora cultural por meio da conformação de vínculos de uma marca/produto com a representação de identidade cultural nacional de um povo, valendo-se da utilização de símbolos, mitos e de um discurso de pertencimento presentes no imaginário social. Para o alcance deste objetivo, foram assentadas as bases teóricas que estudam as temáticas: imaginário; identidades culturais e sociologia do esporte. No que diz respeito especificamente à publicidade, o estudo se concentrou nas interações da publicidade com o consumidor em que o objetivo final é estabelecer vínculos emocionais duradouros. As reflexões dos teóricos Gilbert Durand, Michel de Certeau, Stuart Hall, Raymond Williams, Eric Hobsbawm, Mário Filho, Édison Gastaldo, Kevin Roberts e Magali Cunha foram privilegiadas.
A partir desse assento teórico foi possível desenvolver uma metodologia de caráter qualitativo por meio da Análise de Conteúdo em bases comparativas. A conclusão da pesquisa é que a publicidade se conecta ao imaginário social porque ela é mais um elemento da construção deste imaginário e, em função de ser um processo comunicacional, também se alimenta dele. Portanto, o publicitário (e consequentemente a publicidade) busca elementos na sua imaginação para criar e o seu repertório inclui aspectos como a identidade nacional e relações com a religiosidade popular. O produto final, midiatizado, vai fazer com que novos entendimentos sejam produzidos no imaginário social, ao mesmo tempo em que pode, também, apenas reforçar o entendimento já sedimentado acerca dessas representações.

Abstract

This work's purpose is to analyse the interactions between Publicity, the national identities and the imaginary. For that, it has been established the objective to check the role of advertising, meanwhile it is a communication process, as a cultural mediator by the means of conformation of bonds of a brand/product with the representation of a national cultural identity of a crowd, resorting to the use of symbols, myths and of a speech of present belongings in the social imaginary. To achieve this objective, I settled the theoretical bases that study the following thematics: imaginary; cultural identities and sport sociology. Regarding specifically publicity, the study was focused in the interactions of publicity with the consumer in which the final objective is to establish lasting emotional bonds. The reflections of the theoretical Gilbert Durand, Michel de Certeau, Stuart Hall, Raymond Williams, Eric Hobsbawm, Mário Filho, Édison Gastaldo, Kevin Roberts e Magali Cunha have been privileged. From that theoretical bench it was possible to develop a methodology of qualitative character by the analysis of content in comparative bases. The conclusion of the research is that publicity connects to the social imaginary because it is more like an element of construction of this imaginary, and, as it is a communicational process, it also feeds itself from it. So, the advertiser (and consequently publicity) looks for elements in his/her imagination to create, and his repertory includes aspects such as national identity and relations with popular religiousness. The final product, mediatized, is going to make new understandings be produced in the social imaginary, at the same time that it can, also, just reinforce the understanding already sedimented around this representations.

Sumário

INTRODUÇÃO, 10

Capítulo 1 – DAS TRADIÇÕES À CONSTRUÇÃO DE UMA IDENTIDADE NACIONAL, 20
1.1 As tradições inventadas e o imaginário, 20
1.2 As identidades culturais nacionais, 25
1.3 Identidade nacional, cultura e pós-modernidade, 31

Capítulo 2 – ESPORTE E IMAGINÁRIO, 33
2.1 – Breve estudo sobre a sociologia do esporte, 33
2.2 – O futebol como fator de pertencimento a uma nação, 41
2.3 – Futebol e imaginário, 47

Capítulo 3 – PUBLICIDADE E IMAGINÁRIO: ESTABELECENDO VÍNCULOS ATRAVÉS DO FUTEBOL E DA RELIGIOSIDADE, 52
3.1 – A publicidade e o imaginário religioso, 52
3.2 – A publicidade e o imaginário religioso da identidade nacional em tempos de Copa do Mundo, 56
3.2.1 – O corpus da Análise, 56
3.2.2 – Mandingas, 62
3.2.3 – Dios, 66

CONCLUSÃO, 107
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, 108

Observações

O arquivo presente no acervo da faculdade apresenta apenas até a página 85 da dissertação.

Cadastre-se para receber novidades