Crônica de um vexame anunciado

Equipe Ludopédio

O Estádio Nacional Mané Garrincha em Brasília recebeu a disputa pelo terceiro lugar na Copa do Mundo de 2014. Brasil e Holanda entraram am campo em busca de uma reabilitação após eleiminações nas semifinais. Os brasileiros vinham de sua maior derrota na história (7×1 para a Alemana) e os holandeses vinham de uma derrota nas penalidades para a seleção argentina.

Era claro que a seleção brasileira encontrava-se bem mais abatida e também sofria muito mais pressão por jogar em casa e para se refazer do vexame da última partida. Mas o pior aconteceu. Os holandeses acabaram vencendo por 3 a 0 e ficaram com a terceira colocação no campeonato mundial.

Os brasileiros entraram em campo com um time bem modificado do que aquele que perdeu para a Alemanha. Entraram os reservas Maxwell, Ramires, Willian e Jô, além de Thiago Silva, que voltava de suspensão. Os holandeses só não tinham Sneijder, cortado na última hora.

E o torcedor brasileiro percebeu que outro desastre estava prestes a acontecer já logo nos primeiros minutos. Robben arrancou livre e foi puxado por Thiago Silva fora da área, mas o árbitro assinalou a penalidade máxima. Aos 3 minutos, Van Persie bateu no ângulo esquerdo de Júlio César e abriu o placar.

Após sofrer o primeiro gol a seleção brasileira até tentava sair para o jogo, mas as falhas defensivas preocupavam toda a torcida. E aos 16 minutos De Guzman recebe na direita, em posição duvidosa, e cruza na área; David Luiz corta mal e a bola sobra para Blind, que domina e enche o pé para fazer 2 a 0.

No restante do primeiro tempo a seleção brasileira tentou de todas as formas marcar. Conseguiu obter maior posse de bola e até criou algumas chances, mas sem sucesso.

O segundo tempo começou e o Brasil tentava descontar de qualquer forma, mas sem muita organização tática e sem grande técnica, apenas no desespero. Os holandeses, cientes do bom resultado, tentavam jogar no contra-ataque. O golpe final aconteceu aos 46 minutos da etapa final. Wijnaldun completo cruzamento de Janmaat da direita e ampliou o sofrimento brasileiro.

A Holanda conquistou o terceiro lugar e se despediu da Copa do Mundo de 2014 de forma invicta. O Brasil se despede de forma melancólica, com 14 gols sofridos e um saldo negativo de 3 gols – piores marca da história.


Brasil 0 x 3 Holanda

Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 12 de julho de 2014, sábado
Horário: 17 horas (de Brasília) 
Árbitro: Djamel Haimoudi (Argélia) 
Assistentes: Redouane Achik e Abdelhak Etchiali (ambos da Argélia) 
Público: 68.034
Cartões amarelos: Thiago Silva, Fernandinho, Oscar (BRA); Robben, De Guzman (HOL)
Gols: Van Persie, aos 3min, Blind, aos 16min do primeiro tempo; Wijnaldum aos 46min do segundo tempo.

BRASIL: Júliio César; Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo (Fernandinho), Paulinho (Hernanes), Ramires (Hulk), Willian e Oscar; Jô
Técnico: Luiz Felipe Scolari

HOLANDA: Cillessen (Vorm); De Vrij, Vlaar e Martins Indi; Clasie (Veltman), Wijnaldum, De Guzman e Blind (Janmaat); Robben, Kuyt e Van Persie
Técnico: Louis Van Gaal

 

 

Galeria de imagens