Escola Gaúcha de Futebol

Livro físico R$65,00

Será que existe uma Escola Gaúcha de Futebol? Que papo é esse? A indagação é o fio condutor do autor, o jornalista Filipe Duarte. É ele quem nos transporta no tempo para buscar as raízes do que vemos hoje e entendemos como escola gaúcha. Dos primórdios, de quando ainda mal se entendia o que era ser técnico, à atualidade, dos cheios de fama e certezas.

Afinal, o que seria de Luiz Felipe Scolari, Tite, Mano Menezes e Renato Portaluppi, sem os seus predecessores e, em alguns casos, até velhos professores? Estamos falando de gente pouco lembrada, que fundou tradições e linhas de pensamento, como Têlemaco, Otto Pedro Bumbel, Teté e Oswaldo Rolla, o Foguinho. Conhece? E também de quem marcou época, títulos, bebeu na fonte de times do cenário mundial e virou inspiração, como Valdir Espinosa, Ênio Andrade, Cláudio Duarte e Otacílio Gonçalves.

Essa é a sua chance de conhecê-los (a fundo, mesmo os mais estrelados), entendê-los (agora, com mais subterfúgios), compará-los (com os times escalados nos campinhos, inclusive) e, então, responder sem titubear:

– Existe a tal escola gaúcha de futebol?

O ex-jogador e treinador Roger Machado Marque e o jornalista Sérgio Xavier Filho já tem a resposta deles. Afinal, foram os prefaciadores da obra. Abaixo, só um trechinho do que cada um disse:

O texto tem a cadência de um bom meio de campo. Flui com informação e sabor. Ao terminar a leitura, estava tomado – vamos lá – de uma pontinha de orgulho: puxa, então o Rio Grande do Sul já fez tudo isso?

– Roger Machado Marques, atualmente treinador do Fluminense, mas também ex-jogador, com passagens por Bahia, Palmeiras, Atlético-MG, Grêmio, Novo Hamburgo, Juventude, Vissel Kobe (Japão) e Seleção Brasileira.

É preciso tirar o traseiro da cadeira e ir à luta. Ler, pesquisar, entrevistar e pensar. Analisar o material e repetir a operação. Mais leituras, pesquisas, entrevistas e reflexões. Até que tudo se encaixe. Ou não. Esse processo pode se tornar delicioso quando os personagens são complexos. O futebol gaúcho ofereceu ao Filipe um instigante time de treinadores que, cada um a seu jeito, bagunçou os conceitos estabelecidos da época.

– Sérgio Xavier Filho, comentarista do Sportv, e, sobretudo, jornalista, com 15 anos dirigindo a revista Placar e autor dos livros Operação Portuga, Vidas Corridas, 17 Polêmicas do Futebol Brasileiro e Edmundo Instinto Animal.

Agora é a sua vez de ler e descobrir a Escola Gaúcha de Futebol.

Disponível por encomenda

Dados técnicos

Coleção Campo de Jogo – Volume 04 – Editora Ludopédio
formato 14 x 21 cm – 160 páginas – colorido
ENVIOS a partir de 10 de agosto de 2021

DÚVIDAS em [email protected]

Você também pode gostar de…

Seja um dos 16 apoiadores do Ludopédio e faça parte desse time! APOIAR AGORA